POLÍTICA DE TROCA – POR QUE É ESSENCIAL PARA O SEU NEGÓCIO?

Estabelecer uma política de troca clara para o seu negócio é fundamental para fidelizar seus clientes e evitar mal-entendidos. Afinal, é costume das lojas oferecer o direito de troca do produto aos seus clientes. Para ajudá-lo elaboramos este post. Acompanhe nossas dicas de planejamento e direitos!

Política de Troca e Direitos do Consumidor
Política de Troca e Direitos do Consumidor

TROCA DO PRODUTO E DIREITOS DO CONSUMIDOR

Se você é empresário ou empreendedor é essencial conhecer o direito de arrependimento válido para compras pela internet, por telefone, no domicílio do consumidor ou fora do estabelecimento comercial da sua loja. Nestes casos o consumidor poderá dentro do prazo de 07 (sete) dias a partir da compra ou recebimento do produto desistir da compra, devolver o produto e pegar o dinheiro de volta sem precisar informar ou explicar o motivo da desistência.

É importante também saber que para as compras nas lojas presenciais não há direito ao arrependimento. Ou seja, a troca por simples conveniência do consumidor não é legalmente obrigatória. Contudo, se a loja oferece a troca por conveniência como atrativo para a sua clientela essa oferta terá efeito vinculante, obrigando a empresa a cumprir o prometido.

POR QUE SUA LOJA PRECISA TER UMA POLÍTICA DE TROCA?

Uma política de troca com regras bem elaboradas e claras dá segurança ao seu negócio e acaba sendo um atrativo para os clientes que querem negociar com empresas amigas e que respeitam os direitos do consumidor. Assim, tanto você empresário, como seus clientes e funcionários não terão dúvidas sobre quando a troca é possível ou não.

O direito de troca incentiva o cliente a retornar na loja o que acaba sendo um motivo para comprar mais. Além disso, aqueles que estão em dúvida acabam comprando com o incentivo de que poderão trocar.

COMO ELABORAR UMA POLÍTICA DE TROCA?

A política de troca da sua empresa precisará obrigatoriamente elencar as situações em que é possível ou não é possível trocar o produto, quais os prazos de troca, se haverá devolução da diferença de valores, como funcionará a troca nas promoções e a garantia de defeitos. Por exemplo, se efetuar a troca por um produto de menor valor o cliente terá direito à devolução da diferença? Se o cliente retornar na loja e os preços foram reajustados, o crédito do cliente também será reajustado? Estas são apenas algumas questões que o empreendedor deverá ficar atento para não ter desentendimentos com seus clientes e assim evitar conflitos de direitos do consumidor.