fbpx

RESERVA DE EMERGÊNCIA – POR QUE É ESSENCIAL PARA O SEU PLANEJAMENTO FINANCEIRO?

A reserva de emergência é o primeiro passo para um planejamento financeiro de sucesso! Afinal, imprevistos acontecem e é essencial estar preparado. Assim, antes de investir em ativos geradores de renda ou em ações é muito importante ter um plano bem estabelecido para o fundo de emergência. Para ajudá-lo elaboramos este post! Como montar um fundo de emergência para situações imprevistas? Acompanhe nossas dicas de planejamento e direitos!

Reserva de Emergência e Planejamento Financeiro
Reserva de Emergência e Planejamento Financeiro

RESERVA DE EMERGÊNCIA – COMO ORGANIZAR SUA VIDA FINANCEIRA?

Em períodos de escassez ou nos ciclos de crise econômica a renda pode cessar em razão do desemprego ou, no caso dos empreendedores, das dificuldades econômicas. Também situações de doença ou invalidez podem impedir a pessoa de trabalhar e, assim, auferir renda. Por esse motivo, parte da renda atual obrigatoriamente precisa ser poupada para situações imprevistas. É uma regra obrigatória de educação financeira que precisa ser seguida! O conceito é que a reserva financeira seja suficiente para prover as despesas necessárias em um cenário de renda cessante!

O fundo de emergência ou a reserva de emergência é uma reserva financeira no valor equivalente entre três e seis meses das despesas correntes do indivíduo ou de sua família. A reserva financeira socorre a família em situações imprevistas. Assim, este colchão de liquidez permite que a vida siga o seu curso suprindo as necessidades básicas até que a situação que provocou a redução ou perda da renda seja sanada, com restabelecimento da fonte de renda da família. Quanto maior a folga no seu orçamento maior será a segurança da família ciente de que não ficará desamparada!

COMO VENCER O DESAFIO DE MONTAR UM FUNDO DE EMERGÊNCIA PARA SITUAÇÕES IMPREVISTAS?

Montar uma reserva de emergência em valores equivalentes a três e seis meses das despesas correntes familiares acaba sendo um desafio, por ser um valor considerável. Muitos acreditam que é impossível guardar um valor tão grande assim! Por esse motivo, é essencial não ficar ansioso pois acumular uma reserva de emergência exige tempo e perseverança. As principais recomendações são ter disciplina no uso do dinheiro, cortar despesas, tomar cuidado com a compra de bens de elevado valor, envolver toda a família no planejamento do uso do dinheiro e, eventualmente, aproveitar períodos de bonança econômica para aumentar a renda e assim ter um valor maior para poupar!

QUAIS AS APLICAÇÕES FINANCEIRAS MAIS ADEQUADAS PARA A RESERVA DE EMERGÊNCIA?

Ao realizarmos um investimento ou uma aplicação financeira buscamos o tripé rentabilidade, liquidez e segurança. Contudo, para a reserva de emergência, o ideal é focalizar a liquidez e a segurança, sendo que a rentabilidade acaba perdendo relevância neste caso. Afinal, em situações imprevistas queremos a possibilidade de ter rápido acesso aos recursos (liquidez) em aplicações de baixíssimo risco (segurança). Por esse motivo, o ideal é investir em títulos públicos do Tesouro Nacional, como o Tesouro Selic, ou depósitos bancários em instituições sólidas e confiáveis, como Fundos de Renda Fixa DI ou a poupança.